São Paulo/SP - Rua Funchal, 418 – 34º e 35º andar
EnglishPortugueseSpanish
      Tel.: (11) 3521-7389            

7 a cada 10 mulheres buscaram o empreendedorismo por conta da maternidade

Estudo da Rede Mulher Empreendedora mostra o potencial de empresárias inspiradas pela chegada de um filho

Quando nasce uma mãe, em 68% dos casos nasce também uma empreendedora. É o que mostra o estudo “Empreendedoras e seus Negócios”, realizado pela Rede Mulher Empreendedora (RME).

A maternidade é um dos principais gatilhos para as mulheres abrirem suas próprias pequenas empresas, como saída para conciliar o trabalho com as demandas do novo integrante da família.

Algumas desistem pelo caminho. Cerca de 53% das empreendedoras são também mães — uma em quatro delas possui filhos de cinco anos de idade ou menos.

O horário mais flexível e uma agenda ditada pela própria mulher executiva são fatores que as atraem mais para a vida de empreendedora do que a de funcionária, onde o suporte ainda é pequeno. Conforme os filhos vão crescendo, as mulheres passam a focar em renda, sucesso no negócio, realizar um sonho e trabalhar com o que gosta ou por uma causa.

Mas isso não significa que elas trabalhem pouco: 27% das empreendedoras trabalham de sete a oito horas por dia; 25% trabalha de quatro a seis horas por dia; e 23% trabalha de nove a dez horas por dia. O resto trabalha abaixo ou além dessa faixa predominante.

As empreendedoras possuem média 39 anos de idade e 80% delas possuem ensino superior completo. A principal categoria é a de microempreendedora individual (32% das entrevistadas) e fatura até cinco mil reais por mês (46%).

Os desafios para as empreendedoras

Ainda é uma jornada cheia de obstáculos, incluindo o preconceito de gênero. “No papel de empreendedora, a mulher tem diversos obstáculos, como acesso a crédito e falta de apoio até mesmo dentro do seu círculo mais próximo”, diz a fundadora da RME, Ana Fontes, em comunicado sobre o estudo.

“A mãe empreendedora ainda precisa dividir a responsabilidade pelo seu negócio com as tarefas domésticas, o cuidado com os filhos e com a família em geral.”

Outro desafio está no planejamento: 86% das empreendedoras não estudam antes de abrir uma empresa; 37% iniciam o negócio sem capital; e 65% misturam a conta da empresa com a pessoal.

 

Entre em contato pelo Whatsapp
Enviar