São Paulo/SP - Rua Funchal, 418 – 34º e 35º andar
EnglishPortugueseSpanish
      Tel.: (11) 3521-7389            

Importância do Planejamento Estratégico para Operadora de Saúde

O foco do planejamento estratégico é buscar caminhos, alternativas e estratégias, que visem solucionar questões como: Agir diretamente no combate a deterioração da saúde dos usuários, Organizar os investimentos na prevenção da saúde, Aumentar a eficiência das equipes de atendimento, Gestão dos riscos, Aumento das vendas, Identificação dos públicos alvos, Gestão dos custos, Gestão dos clientes, Aumento da eficiência dos processos, Redução de NIP´s, Redução de Sinistralidade, Garantia da execução das ações e consequentemente a Missão e Visão da operadora. Trazer a visão geral do negócio, pensando em todas as etapas da cadeia de valor é outro desafio frequente que precisa ser combatido e disseminado para todos os executivos e colaboradores envolvidos no dia a dia.

As operadoras em geral sonham com um futuro melhor, mas a falta de um método claro e eficiência faz com que este sonho seja postergado ou nunca realizado, afinal é necessário planejar e saber onde queremos chegar e como faremos isso, como muita clareza e com gente engajada neste projeto. Visão estratégica em negócios é perceber para onde os cenários estão caminhando, quais são as forças que se opõem aos objetivos da organização, como lidar com elas, quais são as oportunidades que se abrem e como aproveitá-las bem”.

Conseguindo êxito

Para que o êxito seja atingido, a organização deve dispor de uma administração que estima e projeta as necessidades totais, destacando-se as vinculadas aos recursos materiais, patrimoniais e serviços.

O crescimento deve-se há inúmeras variáveis, como a concorrência, o aperfeiçoamento da empresa, o profissionalismo na gestão, o próprio desenvolvimento dos conceitos da administração e sua modernização.

Finalmente podemos entender estratégia, como formulação da missão e dos objetivos da organização, bem como o plano de ação para alcançá-los, considerando as forças e fraquezas internas, e os impactos das forças do ambiente e da competição, afirmando que a estratégia se caracteriza como um plano de voo, com painéis de operações e controle. Temos também a constituição do mapa estratégico e de seus indicadores, instrumento de gestão estratégica de medição e controle. Os valores e as crenças dos fundadores, líderes, gestores e membros da comunidade de interesses são determinantes no estabelecimento da visão, missão e objetivos da operadora. Estes direcionam a empresa, dão consistência às suas decisões.

A estratégia se materializa através de um processo de tomada de decisão. As decisões são de natureza qualitativa. As decisões e ações devem estar coerentes com a estratégia formulada. A formulação da estratégia é, essencialmente, um processo de reflexão, sistematizado e formalizado, ou implícito. Com isso, a implementação é a estratégia em ação, a intenção convertendo-se em resultado, enfim, a capacidade de executar a estratégia. A formulação deve ser integrada com a implantação da estratégia e deve haver consistência e coerência entre ambas e a estrutura. Esta coerência encontra limitações de natureza política corporativa e de valores pessoais. A política governamental para o setor (grau de intervenção), a corporação médica (recursos humanos estratégicos) e a população-alvo são os elementos relevantes na definição da estratégia.

Arquitetura Estratégica

O conceito de arquitetura estratégica caracteriza-se por: definir claramente a estratégia de negócio; construir um core business como um componente estratégico; criar um mapa estratégico, identificando indicadores tangíveis e intangíveis; identificar os produtos no mapa estratégico; alinhar a estrutura com os “produtos”; desenhar sistemas de mensuração (scorecard); implementar o gerenciamento por indicadores; revisar continuamente as mensurações, comparando-as ao mapa estratégico.

Este conjunto de práticas nos permite de maneira profunda a reflexão, para concluirmos o quanto é importante o Planejamento Estratégico no momento presente afim de garantirmos o futuro da operadora.

Julio Amorim pós-graduado em gestão estratégica pelo IPT – USP, especializado em gestão empresarial, envolvido diretamente com o resultado das empresas, onde já superou a marca de mais de 1 bilhão de reais.

Referência Autoral e Técnica: Ornélio Dias Moraes, pós-graduado em administração hospitalar e especializado em vendas, compras, marketing e materiais.

Entre em contato pelo Whatsapp
Enviar